terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Liturgia da democracia liberal


Dia ensolarado pelas bandas de Interlagos. A lagrima de Cristo com todo seu esplendor e a sombra sempre generosa e levemente perfumada do  jasmim manga  alegram ainda mais esta bela amanhã. Crianças brincando na vizinhança  misturam se ao som de uma velha canção soul, seguida de uma balada mela cueca dos anos 70.

Passei os olhos nas noticias internacionais do Guardian e no FT. Mais um atentado, aparentemente, em Manchester: facadas,  já que arma de fogo é dificil de se obter na velha albion... Li ontem, que o neofascista vai emitir decreto sobre posse de arma de fogo. Uma grande tolice que impactara sobre a vida de todos e não apenas das topeiras que o elegeram.

Nunca assisti a posse do Presidente, nem mesmo a do Lula. Vi as fotos, mas nunca tive o menor interesse por esse tipo de cerimonia, mas reconheço a sua importancia e por isso acho que o PT errou feio ao optar por não participar da posse.  Comparecer e depois convocar coletiva de imprensa e criticar duramente o ocorrido durante o  processo eleitoral e a perseguição ao prisioneiro politico Lula teria sido uma opcão muito melhor.  Mas enfim...

É desalentador saber que muitos - a maioria dos petistas? - concordam com o boicote a posse.  O argumento usado é o boicote dos tucanos e dos  Dem em 2014:   ninguem lembra do ocorrido, o que demonstraria a sua irrelevancia. Esquecem que se não fosse importante, a oposição teria comparecido e ao repetir o mesmo ato equivocado, juntam se aos adversários em inequivoca demonstração de pouco apreço pela liturgia da democracia liberal. Sim, meus caros, a liturgia é importante e por isto que Gore e Hillary  compareceram a posse do adversário - porque o que estava em jogo é o respeito as regras do jogo e a legitimidade da democracia.  Se o vencedor, não respeitou as regras durante a campanha eleitoral,  deve ser investigado e se ficar provado que é culpado dever ser punido. É preciso acreditar nas instituições, mesmo quando elas demonstram não funcionarem, porque se não insistirmos no caminho institucional  não as desconstruiremos, não demonstraremos que elas não estão a altura do que delas se espera: a defesa da ordem constitucional.



quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

A luta pelos direitos civis e por uma sociedade mais justa continua...



Hoje é 27 de dezembro de 2018 e em poucos dias o neofacista e sua entourage ocuparão o cargo mais importante do grande  bananão. Será um grande teste para o que resta das instituições da república a começar pela anemica democracia liberal. Confesso meu ceticismo em relação as instuições que em passado recente imaginei serem solidas. Uma a uma falharam  em defender a república e a democracia liberal e não encontro motivos para acreditar em comportamento diferente depois da posse.

Há figuras realmente pateticas, nessa pobre opera bufa em que se transformou a vida publica neste pedaço da america do sul.  A turma da boquinha sabidamente não é movida pela virtude, mas pelos vicios que a leva a vender a mãe, se necessário for, para ocupar um cargo na terra desolada do planalto central. Como é possível ler tanto sobre diferentes temas e ao mesmo tempo ser  tão pouco sabio em relação ao que está acontecendo.  Nos ultimos meses , varias vezes, fiz a mesma pergunta, sem encontrar resposta: como foi possível essa enorme regressão na nossa caminhada civilizatoria? Aconteceu, no passado,  em outros paises e, infelizmente, ainda ocorre no presente: é so acompanharmos o que se passa na Hungria, com sua variente neofacista, autodenominada, democracia iliberal.

Estarei, onde sempre estive, defendendo os direitos civis e uma sociedade  mais justa, na oposição ao governo neofascista. Como católico praticante considero ser essa a coisa certa a fazer: Rezem por mim, porque a batalha será dura...


sábado, 23 de setembro de 2017

Porque hoje é sabado...



Manha preguiçosa de sabado perfumada com as flores da mangueira e  do abacateiro e colorida com o vermelho sangue da primavera que me espreita e acolhe os passarinhos e a familia de sagui. Gatos rolam na restia de sol em meio ao sombreado do cajueiro e da ameixeira. Prosecco ou cerveja? Duvida cruel, enquanto folheio as paginas digitais do kindle e a CNN informa sobre o afterhock no Mexico.

O formigueiro humano me espera com a explosão de cheiros, sabores e cores: bananas, mangas, couve manteiga, alho-porro, pastel e o caldo de cana e outras tentações.....

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Pensieri




Envelhecer é  reconhecer que os anos que lhe restam pra viver  diminuem  com uma velocidade assustadora e não há  nada que voce possa fazer: senta e aprecie a paisagem e  lembre se que outros já partiram e com certeza gostariam de estar  nesta mesma mesa jogando conversa fora e bebericando prosecco.   Estar por aqui permite um ajuste de contas com as tolices dos anos em que a testosterona estava no comando e os sonhos de um mundo melhor eram embalados pelo canto da sereia do seculo passado.As ruinas, são provas dos delirios, do pesadelo que se tornou o sonho de   criar o  homem novo do nada: o  Adão da  razão enlouquecida, que ainda cativa alguns,  seria  imune a todos os vicios que vitimou o seu antepassado.

Não deixa de ser ironico  que  a sereia o tenha encantado  onde meno se  esperava e ,pior ainda, não ter encontrado quem o amarrasse ao mastro durante a tormenta de duvidas da transição pra vida adulta.  Ser testado é parte do jogo e nem todos conseguem resistir:  afinal queremos ser admirados   e quando a mera menção ao nome Dele é suficiente para fechar portas, não resistimos e repetimos Santo Agostinho e negamos a fé em que fomos criados.  Recupera la não é dificil, porque o desejo de ama-Lo  sempre esteve presente, mas requer  coragem, essa virtude tão rara, de  dialogar com outro, mas sem negar que voce é cristão.  

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Um modelo de desenvolvimento a serviço da pessoa



Nos pós segunda guerra  o desenvolvimento econômico passou a ocupar papel de destaque  na agenda das organizações multilaterais.  As comissões econômicas da  ONU  pra diferentes regiões, como é o  caso da Comissão Econômica para a America Latina e Caribe-Cepal,  produziram ampla literatura que tornaram se fundamentais na formatação de políticas econômicas que  fugiam ao figurino adotado nos países desenvolvidos.

Neste modelo de desenvolvimento, o Estado  ocupa papel determinante , através da criação de empresas estatais ,do banco de fomento  e de políticas de proteção do mercado domestico,justificáveis no período infante, mas que ao  serem mantidas por longo período de tempo acabaram por produzir uma sociedade relativamente desenvolvida, mas que permanecia socialmente   injusta.

Os formuladores de política econômica esqueceram do alerta da Populorum Progressio, de Paulo VI, publicada em 1967: “desenvolvimento econômico não se reduz a um simples crescimento econômico. Para ser autêntico, deve ser integral, quer dizer, promover todos os homens e o homem todo”(PP14).   O egoismo prevaleceu e o Estado capturado por interesses particulares,  deixou de servir ao bem comum.

As insuficiências do modelo já eram bem conhecidas e a tentativa de revive-lo a ferro e fogo, levou ao desenlace esperado e  o preço bem salgado está sendo pago pelos mais pobres.

Em muitos aspectos  o novo modelo proposto pelo Governo Temer, parece esquecer que a “economia está ao serviço do homem”(PP14) e  que  “só  a iniciativa individual e o simples jogo da concorrência não bastam para assegurar o êxito do desenvolvimento”(PP33).  É preciso corrigir os equívocos causados pela intervenção exagerada do Estado na economia, sem , contudo, negar o papel benefico que ele poderá desempenhar em prol do bem comum.

Por outro lado, demonizar o setor privado tampouco parece ser o uma boa idéia.  Para a construção de uma sociedade economicamente robusta e socialmente mais justa, é mais indicado um caminho que reconheça o papel do mercado e do Estado, com as características elencadas no Compêndio da Doutrina Social da Igreja (CDSI 347-355): um mercado livre mas que não seja um fim em si mesmo nem esteja submetido às exigências de lucro desmedido das empresas, no qual o Estado atue regulando as relações econômicas tendo em vista os direitos dos mais fracos.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Em defesa da democracia....


Candidatura única pra diretor, chefe de depto e coordenador de curso é um desserviço a democracia puquiana. A democracia precisa do embate de ideias e propostas, seguida do acatamento do resultado e trabalho conjunto entre os candidatos depois das eleições.
 
Nada disto e possível com candidatura única tão ao gosto de regimes políticos inimigos da liberdade...

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Nada de novo na Las Vegas do planalto central....



As instituições que  estavam em frangalhos,  agora perderam o fiapo de respeito que ainda tinham entre os eternos otimistas. Confesso que nunca estive entre eles: o judiciário não é conhecido por estar do lado de quem deveria estar, mas um suspeito de ter cometido plagio no STF já e avacalhar demais. Digo suspeito, porque liberal que sou, acredito na presunção da inocencia: cabe ao Estado provar a culpa, todos, ate prova em contrários, somos inocentes. Nestes tempos isto se tornou um detalhe, mas dele não abro mão.

O mais surpreendemente em tudo isto é o silêncio constrangedor da Estatal do Butanta: sonha com o prestigio de Harvard, mas esquece que ele tem como pre-requisito comportar se como ela em caso de suspeita de plagio ou outra má pratica acadêmica.  Sim, sei que o seu comportamento durante a ditatura civil-militar foi vergonhoso mas, por isto mesmo imaginei que não repetiria os mesmos equivocos do passado. Ingenuidade, perhaps, perhaps.


Somente   os que  acreditam  que o bom velhinho desce a chamine para entregar os presentes no fim de ano,  descartam  qualquer  impacto negativo na imagem no país  e na percepção de insegurança juridica. Claro, investidores internacionais estão habituados a negociar com figuras piores, mas em geral elas são previsiveis e procuram manter certa compostura e preocupam se com a sua imagem pública. Não parece ser o caso da gang que tomou de assalto o Estado brasileiro.

Diante desse cenario desolador , so nos resta rezar para que o pior não aconteça. Se é que possível pensar em cenario pior que o que vivemos....